• José Tavares

O poder e a governança dos países

Atualizado: Fev 4


Cada vez mais o Poder e as governanças dos países estão nos equilibrios ideológicos possíveis entre esquerdas revolucionárias e socialistas e direitas sociais e conservadoras. Haverá sempre uns resíduos mais extremistas à esquerda e à direita que acabarão por servir de contrapesos mas não impedem o jogo da alternância de governos mais à esquerda ou à direita dessa linha. Esta linha terá que ser flexível e resiliente para possibilitar maiorias estáveis e consistentes. Essas maiorias podem ser mais ou menos democráticas de acordo com a votação que for obtida pelos partidos em cada um desses quadrantes e do equilíbrio que se venha a alcançar em negociações sérias, escritas e assinadas por todos. Começa a ser o que está a acontecer nos países evoluídos e democráticos e, com certeza, Portugal não será uma excepção apesar do alarido que por aí vai de que às direitas não é possível governar e às esquerdas, vistas bem as coisas, também não. O pior seria sempre a tentação de eternizar um partido no poder.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo