• José Tavares

A resiliência e a determinação da nação ucraniana


Depois de mais dois meses de guerra é surpreendente a resiliência e a determinação da nação ucraniana, como verdadeira fronteira da Europa e da liberdade de uma grande maioria dos povos que não têm regateado a sua solidariedade e apoio efetivo político, militar, social e humanitário. Mas também é igualmente surpreendente o silêncio de alguns países e a capacidade de manter o povo russo à margem do que está realmente a acontecer na Ucrânia, nação irmã. Até quando é que esta situação irá continuar, se é que pode continuar, e o mundo livre a poderá tolerar nos dias de hoje e ficar manietado nas mãos de um homem só?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo